Está esquecido? Turbine a sua memória com a alimentação!

Você já ouviu falar do ditado “Mente são, corpo são”? Será que o contrário acontece? A resposta é sim! Uma alimentação saudável, rica em nutrientes é importante para o corpo inteiro e, é claro, isso inclui o cérebro. 

Estudos científicos comprovaram que certos alimentos têm um papel especial na manutenção da massa cinzenta cerebral.

Desse modo, uma alimentação rica nestes alimentos pode turbinar a memória, a capacidade de raciocinar, melhorar o foco, etc.

Descubra quais são os melhores alimentos para a memória e turbine as suas habilidades cognitivas!

1.      Hortalicas verde-escuras

Hortaliças verde-escuras como espinafre e brócolis possuem diversas substâncias que auxiliam no bom funcionamento do sistema nervoso. O grande destaque vai para o espinafre, rico em luteína, muito importante para a saúde do nosso cérebro.

Um estudo organizado pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, reuniu 60 pessoas. Concluíram que quem consome mais alimentos ricos em luteína possuem uma capacidade de memorizar e raciocinar muito melhor.

Isso acontece porque a luteína é um ótimo antioxidante, pois é capaz de combater os radicais livres, capazes de causar sérios danos ao cérebro.

Além disso, alimentos verde-escuros como o espinafre, o brócolis, a rúcula e a couve são ricos em ácido fólico, uma vitamina que é capaz de proteger a massa cinzenta e prevenir demências. Por fim, estes “verdinhos” também atuam na proteção do DNA das células do cérebro.

2.      Suco de uva

O suco de uva integral é rico em polifenóis, principais responsáveis por esta bebida ter ficado tão famosa. De acordo com um estudo feito no Rio Grande do Sul, idosas que consumiam diariamente 400 ml de suco de uva melhoraram a sua função cognitiva.

Isso acontece porque os polifenóis são capazes de penetrar na barreira hematoencefálica, responsável pela proteção do cérebro. Desse modo, esta substância previne os danos feitos pelos radicais livres.

Além disso, eles aumentam o nível de BDNF, uma proteína que contribui para a criação de novas conexões entre as redes neurais, assim como a renovação dos neurônios.

É importante lembrar que o suco deve ser 100% integral, para ter todos os benefícios. Além disso, o suco oferece mais benefícios cognitivos que a própria fruta. 

3.      Azeite de oliva extra virgem

A substância responsável pela fama do azeite de oliva como “Defensor da memória” é o oleocantal. Ela é capaz de reduzir o risco de Alzheimer.

E não é só isso: O azeite de oliva também possui grandes concentrações de gordura monoinsaturada e antioxidantes.

Para aproveitar estes benefícios, é importante consumir, pelo menos, uma colher de sopa de azeite de oliva extra virgem por dia.

4.      Peixe

Inclua, pelo menos duas vezes por semana, os seguintes peixes em seu cardápio: arenque, atum, cavalinha, salmão e sardinha.

Estes pescados são fontes de ômega 3, uma gordura boa que contribui para otimizar a conexão entre os neurônios. Além disso, também possui ação anti-inflamatória e melhora a produção de neurotransmissores.

Por fim, o ômega 3 também combate doenças como o Alzheimer.

5.      Chocolate amargo

Que os chocolates causam bem-estar e felicidade, todos nós sabemos. No entanto, estudiosos estão se debruçando cada vez mais sobre os benefícios do chocolate amargo, ou melhor, de sua matéria-prima, o cacau.

O cacau é rico em antioxidantes e também melhoram a circulação do sangue. O cacau é rico em diversas substâncias que atuam como estimulantes no sistema nervoso, como cafeína, alcaloides, etc.

Por conta disso, o chocolate amargo com 70% de cacau é capaz de trabalhar em favor da memória, atenção e ainda prevenir problemas cardíacos.

Apesar de a quantidade adequada de chocolate amargo não estar definida, alguns estudiosos afirmam que entre 30 e 40 gramas já está bom para aproveitar os benefícios, sem correr o risco de ganhar quilinhos indesejáveis.

Se você não aguentar o sabor, pode comer um pedacinho pequeno de chocolate ao leite para enganar o paladar.

6.      Ovo

O ovo, por muito tempo, teve fama de vilão, por ser rico em colesterol. Entretanto, hoje sua fama mudou, e muito, e ele é conhecido como um dos alimentos que não podem faltar na alimentação diária.

O ovo é fonte de proteínas e luteína. A gema, que muitas vezes é descartada, é fonte de colina, uma das vitaminas que faz parte do Complexo B e que contribui para a memória.

7.      Granola

Assim como o ovo, a granola sofre com a má fama de ser um dos “falsos amigos do emagrecimento”. Porém, é um alimento excelente para ser consumido no café da manhã ou no lanche da manhã.

Isso acontece porque os carboidratos presentes na granola fornecem energia para que o cérebro funcione bem. Além disso, a granola também é rica em selênio, que melhora a capacidade de raciocínio.

Você gostou de nossas sugestões de melhores alimentos para a memória? Com certeza, você vai turbinar o seu cérebro incluindo-os em sua alimentação diária! Continue navegando em nosso blog para ter mais dicas sobre alimentação saudável!

BAIXE AGORA NOSSO E-BOOK

baixe nosso app e ganhe

5 reais

DE DESCONTO NA SUA PRIMEIRA COMPRA

DISPONÍVEL NA